Comissão Europeia prolongou, esta segunda-feira, por mais cinco anos a licença de utilização do glifosato, um herbicida classificado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como “provavelmente cancerígeno”. Portugal voltou a abster-se na votação.

 

Refira-se que a renovação da licença da utilização do glifosato contou com o voto positivo da Alemanha, Bulgária, Dinamarca, Eslovénia, Eslováquia, Espanha, Estónia, Finlândia, Holanda, Hungria, Irlanda, Letónia, Lituânia, Polónia, Reino Unido, República Checa, Roménia e Suécia, que representam 65,71% da população dos 28.

 

Já a Áustria, Bélgica, Chipre, Croácia, França, Grécia, Itália, Luxemburgo e Malta votaram contra, com o peso de 32,26% da população da UE.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *