Alentejo – As nossas casas caiadas

Por entre planícies ondulantes, com casas caiadas de branco e um rosto amigo em cada esquina.. É o espaço aberto que parece não ter fim. São as cores e os cheiros que brotam da terra. É a inconfundível traça da arquitectura rural, presente nos “montes” das grandes herdades, no casario mais antigo das cidades, vilas e aldeias ou nas ermidas que pintam de branco o alto dos cabeços. É o que se lê nas formas de ser e de fazer, nas artes que se conservam e se renovam, na tradição que se mantém e se recria, no “cante” que, com Continue Reading

Posted On :

Craveiral Farmhouse: uma pequena aldeia alentejana

Pé na terra, ar do mar.O Craveiral é um novo conceito de alojamento na Costa Alentejana. A meio caminho entre o campo e o mar, a poucos quilómetros da Zambujeira do Mar, é a combinação perfeita entre a ligação à natureza e o conforto da vida moderna. No Craveiral sentimos que voltámos a casa. É aquele lugar onde estamos em casa, fora de casa. Onde nos recebem bem e nos deixamos estar. Onde há sempre alguma coisa para fazer, mesmo que seja não fazer nada. Ou quase nada. Onde podemos colher o que plantámos, fechar os olhos e sentir a brisa Continue Reading

Posted On :

Casas Caiadas

Um casal de lisboetas lança‐se numa aventura imobiliária e compra, por impulso, um pequeno terreno com três ruínas, denominado Moinho do Barroco, junto a uma pequena povoação chamada Sabugueiro.  O local é remoto, sem acesso por estrada alcatroada, e apenas acessível no Verão, visto a ribeira encher e transbordar no Inverno. Os primeiros tempos são passados a limpar o terreno, a ribeira e a pensar o que fazer. Decidem‐se por tentar recuperar as construções originais, mantendo no possível tudo o que o mantém único, e encontram no arquiteto Luís Pereira Miguel o parceiro certo para o projeto. O projeto “Casas Continue Reading

Posted On :

Como fazer uma mini-horta em casa?

Trazer mais verde para dentro de casa dá-nos vida, frescura e alegria, já que a cor quebra o peso de tons mais escuros. Uma planta pode ficar no chão, no balcão da cozinha ou até na mesa do centro da sala.   E que tal mini hortas urbanas? Elas são uma óptima forma de melhorar também os teus hábitos alimentares, já que temperos e ervas frescas ficam bem ao alcance das nossas mãos e fazem um bem terrível.   E nada de achares que isto é impossível porque tu moras numa casa sem jardim ou quintal, ou ainda, num apartamento Continue Reading

Posted On :

Aproveitamento de Água da Chuva

Uma das formas de reduzir o consumo de água, seja em espaços públicos ou particulares, passa por alimentar os sistemas de rega a partir de água da chuva armazenada. Com a vantagem de evitar o recurso exclusivo à água da rede pública, esta opção permite também reduzir a produção de escoamentos superficiais, bem como eventuais descargas no sistema público de drenagem de águas pluviais. Para que seja possível fazer o aproveitamento da água da chuva, é necessária uma superfície de recolha, que geralmente é a cobertura da habitação/edifício, e uma cisterna de armazenamento com os respectivos acessórios. Se for possível, Continue Reading

Posted On :

Casas pré-fabricadas

Já imaginou ter assim um refúgio fora da cidade para fugir ao reboliço e desfrutar da natureza? Ao contrário do que se pensa, as casas pré-fabricadas nem sempre assumem formas tradicionais ou sem design. Existem também projectos de traça minimalista que se adaptam a gostos e necessidades diferentes. Recordamos-lhe que este tipo de casas conta com tecnologias sustentáveis que permitem grandes poupanças de energia e um grande conforto térmico em espaços únicos e realmente confortáveis. As casas pré-fabricadas não limitam o espaço existente no interior. Pelo contrário, estas podem contar com tectos de pé-direito duplo, permitindo uma amplitude espacial que ofereça Continue Reading

Posted On :

Glamping – Como acampar com glamour?

 Quer saber como pode usufruir de umas férias low cost cheias de estilo e comodidade? A resposta é glamping, ou seja, acampar com glamour. O Glamping parece estar a ganhar cada vez mais adeptos em Portugal. Trata-se de acampar com glamour e requinte – em tendas elegantes e sofisticadas – e em contacto privilegiado com a natureza. Uma moda que parece ter vindo para ficar. Estes são, segundo o Expresso, alguns dos locais onde é possível fazer glamping em Portugal. Curioso? Natura Glamping, na Serra da Gardunha, Fundão Azenhas da Seda, em Moinho do Arieira, Pavia Made in Alentejo, no Monte das Sapos, Mértola Lima Continue Reading

Posted On :

Energia solar vai custar um cêntimo em 2019

  O custo da energia solar está a cair rapidamente, e atingiu um novo recorde com um novo projeto da empresa italiana ENEL Green Power para o mercado mexicano, que conseguiu ganhar um concurso público fornecendo energia em duas áreas com um custo prometido de 1,77 cêntimos/kWh (0,015 €/kWh).  Esta é a segunda vez que um projeto de painéis solares conseguiu um custo de produção de energia abaixo dos dois cêntimos, e deixa antecipar a possibilidade de reduzir este valor para um cêntimo por quilowatt-hora em 2019. Este valor bate o recorde anterior de 1,79 cêntimos (0,01517 €/kWh), estabelecido alguns Continue Reading

Posted On :

Licenciamento de casas modulares ou pré fabricadas

A maioria das pessoas tem uma noção errada no que se refere às casas modulares ou pré-fabricadas. À primeira vista pensam que apenas será necessário ter o terreno, comprar a casa e montá-la nesse mesmo térreo e já está. Contudo, nada está mais longe da realidade. Tal como consta na legislação vigente, desde que a construção se incorpore no solo com carácter de permanência, o enquadramento legal é exatamente o mesmo do que uma casa de construção tradicional. Assim, o licenciamento deste tipo de casas, sujeita-se à mesma ao Regime Jurídico da Urbanização, aprovado pelo DL n.º 555/99, de 16 Continue Reading

Posted On :

Casas em Adobe

  O tijolo de adobe é um material usado na construção civil. É considerado um dos antecedentes históricos do tijolo de barro e seu processo construtivo é uma forma rudimentar de alvenaria. O adobe foi utilizado em diversas partes do mundo, especialmente nas regiões quentes e secas, mas com o advento da industrialização no século XIX, as técnicas em arquitectura de terra foram, aos poucos, sendo abandonadas. Porém, podemos afirmar que estamos vivendo momentos de rompimento do preconceito de utilização deste material, com um novo olhar sobre a arquitectura, uma vez que esta se mostra ecológica e sustentável, por não Continue Reading

Posted On :