Quem Somos


 

Só com empreendedorismo se combate a desertificação.
 
Os Novos Rurais é o portal de Turismo e Lazer mais visitado em Portugal, com 5 milhões de visitas mensais. Somos uma aposta no crescimento sustentável, na promoção de uma economia circular e na produção de conhecimento.
 
Com o projeto Novos Rurais​, temos promovido e divulgado os produtos e os serviços existentes nas aldeias, vilas e cidades de Portugal. Com elas… partilhamos valores e princípios de sustentabilidade, coesão territorial, valorização da natureza e dos seus recursos endógenos. Levamos até si um Portugal temperado com engenho e paixão, enriquecido com o saber transmitido de geração em geração.
 
Visando a promoção dos recursos turísticos nacionais, mantemos uma base de dados em constante atualização de produtos endógenos, quintas, hotéis, restaurantes e atividades em Portugal. Onde ficar, onde comer e o que fazer: tudo o que precisa para aproveitar o melhor de cada região do país, do alojamento à gastronomia, do património à natureza, da animação às compras.
 
As quatro alavancas para a mudança do mundo rural:
– Identidade e recursos endógenos, com o objetivo de povoar, atrair pessoas e criar riqueza para mercados e procuras mais vastas a todos os níveis (local, regional, nacional, ibérico, europeu, mundial) 
 
– Inovação e produção para que assim se consiga atrair empresas e investimento.
 
– Mobilização para o turismo, a cultura e o património, de forma a valorizar uma internacionalização com base na resposta às procuras de consumo centradas na cultura e no património.
 
– Aposta na sustentabilidade ambiental, para explorar e desenvolver o capital natural, os novos serviços públicos ambientais e os novos paradigmas de desenvolvimento sustentável.
 
“O progresso do mundo rural não é ‘transformar-se’ numa cidade”. Nada disso. “O progresso do mundo rural faz-se considerando a existência do mundo urbano, estabelecendo com este as necessárias articulações funcionais e temáticas e, sobretudo, atribuindo valorização económica e objetivos de coesão territorial aos trunfos que o diferenciam do urbano.
 
O que falta inspirar em Portugal? 
 
….a partilha que as Entidades, o tecido cooperativo e colectivo para o bem comum, juntamente com as Câmara Municipais e organismos públicos, necessitam de realizar!… abrir portas, retirar barreiras, valorizar os filhos da nossa Terra, mais, fazer atrair todos aqueles que andam pelo mundo a inspirar, com missão e visão de elevação maior… iluminando com os seus saberes e com o espírito da compartilha do amor pela Mãe Terra, na defesa dos ecossistemas, contribuírem para pessoas e comunidades felizes…deveria ser uma honra para o nosso Pais, saber que tem filhos pioneiros na contribuição da partilha de ferramentas de saberes únicos, experiências e vivências, capazes de contribuírem para a mudança de paradigmas, na elevação de novas consciências…Regenerar formas e modos de pensar, atitudes, comportamentos capazes de provocarem uma maior e melhor sustentabilidade em todas as Comunidades do nosso País…tornar Portugal, mais sustentável e consciente, desta forma, poder ser um marco mais verde e ecológico.
Show Buttons
Hide Buttons