São duas dietas muito aclamadas, mas uma é realmente mais saudável do que a outra.

Uma nova investigação descobriu que uma rotina alimentar vegetariana pode ser tão positiva para a saúde do coração e redução do peso como ter uma dieta mediterrânica.

estudo, agora publicado na revista científica Circulation, analisou 100 adultos com excesso de peso, mas saudáveis, com perfis cardiovasculares de risco baixo a moderado. Foram divididos em dois grupos de teste: um começou por alimentar-se de uma dieta mediterrânica, o outro, de uma dieta vegetariana (que incluía ovos e laticínios, mas eliminava a carne e peixe). Depois de três meses, tocaram.

Boas para o coração

Os resultados são claros: ambas as rotinas alimentares tiveram efeitos positivos na saúde cardíaca dos participantes. A diferença? A dieta vegetariana ajudou na redução do ‘mau’ colesterol, o LDL – um fator de risco em ataques cardíacos; já a dieta mediterrânica contribuiu para uma redução dos triglicerídeos (responsáveis pela transformação do açúcar consumido em gordura produzida a partir dos alimentos que ingerimos).

“Conseguimos demonstrar que, seguir uma destas dietas durante três meses, tem benefícios na redução dos fatores de risco a nível cardiovascular”, explica Francesco Sofi, um dos autores do estudo e professor auxiliar na Universidade de Florença, em Itália.

Adicionalmente, ambas as rotinas alimentares tiveram um impacto na redução do peso e gordura– ainda que a um nível menos substancial.

Artigo via Women’s Health