Para quem gosta de sopa e do sabor de um normal creme de espargos, o confeccionado com a variedade selvagem representa uma experiência quase de êxtase.


Ingredientes:
Para 4 a 6 pessoas

  • 1 molho grande de espargos bravos verdes ;
  • 1 molho de coentros ;
  • 2 dentes de alho pequenos ou 1 grande ;
  • 200 g de toucinho ;
  • 200 g de chouriço de carne ;
  • 2 colheres de sopa de vinagre ;
  • 1 colher de sopa de farinha ;
  • 400 g a 500 g de pão duro caseiro ou de segunda ;
  • sal

Confecção:

Pisam-se num gral (almofariz) os coentros e os alhos com sal grosso, de modo a obter-se uma papa.
Preparam-se os espargos, cortam-se em bocadinhos e escaldam-se com água a ferver.
Num tacho de barro fritam-se o toucinho cortado ás fatias e o chouriço ás rodelas. Retiram-se as carnes e no «pingo» que ficou fritam-se os espargos bem escorridos.
Quando estes estiverem bem fritos, junta-se a papa de alhos e coentros e por fim o vinagre. Deixa-se cozer mais um pouco. Rega-se tudo com água (cerca de 3 litros) e a farinha (a colher deve ser bem cheia) dissolvida num pouco de água fria. Deixa-se cozer tudo durante cerca de 15 minutos ou até a farinha deixar de saber a cru.
Corta-se o pão ás fatias ou aos quadrados para uma terrina e rega-se com a sopa. Abafa-se um pouco e serve-se com as carnes (chouriço e toucinho) à parte.